instalações de MARLENE ALMEIDA no MuBE

De 8 a 26 de maio as instalações da artista paraibana ocuparão as salas Burle Marx e Pinacoteca do museu. A entrada é gratuita.

 

A mostra Tempo para o Destino da artista paraibana Marlene Almeida chega ao MuBE dia 8 de maio e traz ao público paulistano a produção mais recente da artista. Sob curadoria de Tereza de Arruda, a mostra fica em exposição nas salas Burle Marx e Pinacoteca do museu até dia 26 de maio, com entrada gratuita.

A exposição parte de um projeto mais amplo do MuBE em abrir espaço para artistas de fora dos grandes centros que estejam produzindo trabalhos consistentes. “É uma oportunidade para o público paulista entrar em contato com a boa produção artística realizada fora do eixo Rio-São Paulo. Marlene Almeida, sendo de João Pessoa é uma representante de respeito da arte contemporânea produzida no Nordeste”, afirma Renata Junqueira, Diretora do MuBE.

Tempo para o Destino foi exposta pela primeira vez em 2012 na Usina Cultural Energisa em João Pessoa, cidade onde a artista vive e produz sua pesquisa com os elementos naturais predominantes em sua produção artística há mais de 40 anos. Marlene Almeida tem uma longa trajetória dedicada à arte contemporânea brasileira com grande destaque no nordeste do Brasil. Seu trabalho é pioneiro no âmbito de pesquisa de materiais e pigmentos naturais. Partindo destes materiais, Marlene Almeida tem exposto internacionalmente com grande destaque, além de ter também ministrado workshops em todo o Brasil e exterior divulgando sua técnica de uso de elementos naturais, como sementes e raízes.

Tempo para o Destino é também o título de uma das obras expostas nesta mostra. “A exposição toma dos monitores dos voos internacionais o aviso do tempo que falta para chegar ao próximo aeroporto: time to destination. Fora do contexto e sem a informação de tempo restante, a expressão passa a indicar um destino desconhecido, incerto, sem data ou horário previstos”, explica a artista.

Na série Varas de Sombra composta de tubos de algodão preenchidos com areia há uma alusão à primitiva forma de medir o tempo, com as sombras, modo anterior às clepsidras e ampulhetas. Nesta série a artista chama a atenção para o fator temporal, que por si só, altera ou preserva preciosidades naturais. Os tubos são preenchidos com areia, que não corre como nas ampulhetas, pois os mesmos estão fechados, e assim representam um dos desejos mais fortes da humanidade: parar ou controlar o tempo. Os corpos das esculturas, são em parte, feitos de algodão cru ou tecido metalizado, como no caso da obra Tempo Voraz .

Tempo para o Destino – Marlene Almeida

Vernissage: 7 de maio de 2013, às 19h
Período expositivo: 8 a 26 de maio de 2013

Entrada gratuita

Endereço: Av. Europa, 218. São Paulo

Informações: 11 2594-2601, mube@mube.art.br

Horário de funcionamento: Terça-feira a domingo, das 10h às 19h

image001

 

divulgação

~ por EVANDRO NICHETTI em abril 11, 2013.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: